Necessário Exílio

CAPA-CIENCIA-E-REDENCAO

A sabedoria das Leis da evolução orientar-nos-á, como sempre o fez, na irrevogável aquisição das novas habilidades do homem do futuro. As características desse novo ser, no entanto, já estão antecipadamente delineadas nos painéis do nosso superconsciente, de onde nos acenam para que, com nosso esforço, conquistemo-las, transformando o que hoje nos é um manancial de virtudes em hábitos automatizados, prontos para ser condicionados no subconsciente como conhecimentos adquiridos.

Os novos tempos aguardam nosso empenho nessas renovadas aquisições, para conferir-nos inimaginável poder e inigualável ventura. Como uma dadivosa oferta do Céu, o progresso espera apenas pela nossa disposição em seguir os passos que o devenir nos indica, para nos brindar com os atributos da perfeição.

Entretanto, como percorremos agora a fase consciente da evolução, as sábias Leis divinas respeitam nossas escolhas, sem coagir-nos a segui-las por simples imposição. Nosso Pai não deseja a Seu lado uma geração de autômatos, mas sim uma comunidade de espíritos livres que se Lhe consorciem pela espontaneidade do amor. Por isso, faculta-nos a liberdade de eleger entre os caminhos da revolta e do desamor ou o roteiro do genuíno bem. Podemos optar por prosseguir na estrada larga da perdição ou penetrar na estreita via da renúncia ao ego inferior, como nos recomendou o Mestre divino. Portanto, a evolução, doravante, encontra-se em nossas mãos, sob o juízo exclusivo de nossa vontade.

Destarte, podemos afiançar-lhes com exatidão, como Jesus garantiu-nos, que somente aqueles que conquistarem a mansidão herdarão a Terra. Logo, o tipo humano guerreiro e instintivo, remanescente do passado, e o congênere astuto e racionalista do presente serão banidos da face do planeta. A era da regeneração, desse modo, será habitada exclusivamente pelos espíritos que, fazendo ruir o ego inferior, fixarem-se nos interesses sublimados do amor evangélico.

Quem recalcitra nos hábitos da animalidade, resistindo aos alvitres do bem, relutante em acompanhar o roteiro evolutivo proposto pela Lei, não poderá prosseguir sua existência em nosso orbe regenerado. Entretanto, não permanecerão para sempre perdidos, pois a complacência divina confere a todos infindas possibilidades para que retornem ao Aprisco celeste. Em razão da inferioridade em que se demoram, serão, infelizmente, deportados para mundos ainda primitivos, nos quais seguirão em experiências reencarnatórias adaptadas às suas ordinárias condições e necessidades evolutivas. Fixados nos interesses aviltantes do ego, vivenciarão outra vez, lamentavelmente, o choro e o ranger de dentes prenunciados pelo Evangelho. Não obstante, como dissemos, não estarão abandonados pela Lei, que continuará socorrendo-os com todos os recursos possíveis, ainda que dolorosos, para que abandonem suas iníquas escolhas e retornem ao abrigo seguro do amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s