Impulsores da Evolução

CAPA-CIENCIA-E-REDENCAO

Despertando parcialmente a consciência, antes adormecida nos sepulcros de matéria bruta, os néscios espíritos atiram-se na grande aventura da evolução, ávidos por crescer e dilatar as potências divinas que dormitam em seus imos.

Novos e surpreendentes caminhos abrem-se agora, fartos de ricas experiências, aos pés dos nascituros do tempo, para que todos tornem a alcançar sem demora o Seio divino.

Caminhos que não se delineiam, no entanto, ao acaso, mas como uma via já traçada, demarcada com precisão na extraordinária linguagem dos instintos, a qual, com segurança, orientará cada um de seus filhos na grande marcha ascensional.

A evolução é assim um enorme edifício já pronto, cuja estrutura interna não se desmantelou com a queda.

Manteve-se íntegro por estar forjado na indestrutível substância divina, o hálito de Deus. Pelos seus incontáveis andares, o espírito agora deve seguir, subindo com o próprio esforço, a fim de ganhar novamente as alturas de onde se precipitou.

Edifício abstrato que se desenha, no entanto, não nas formas exteriores, mas no âmago de cada um, onde se esconde o Infinito. Exatamente por isso somos todos incomensuráveis por dentro, onde exatamente encontraremos o Ilimitado, Deus.

Nossas vestes físicas representam então nosso ilusório limite exterior. E é nesse infinito interior a nos preencher a alma que se ocultam os valores evolutivos que devemos reconquistar no exercício do progresso, até alcançar a plenitude do Reino de Deus.

Dotada agora de maior grau de percepção de suas necessidades, a alma acelerará em muito sua velocidade progressiva. Ela tem pressa em crescer e conhecer novamente aquele que a criou, Deus. E a vida, plena de vontades, dotar-lhe-á de eficazes impulsores para que mais rapidamente se desenvolva, orientando com sabedoria sua longa viagem de retorno ao Criador.

Estudemos esses impulsores da vida, verdadeiras ferramentas que a evolução emprega, a fim de fazer avançar todos os seus seres rumo à perfeição.

Compreendê-los capacitar-nos-á a imprimir maior eficiência à nossa caminhada evolutiva, acelerando-nos os passos e propiciando-nos o menor dispêndio energético possível.

Para melhor caracterizá-los, dividamos esses impulsores em intrínsecos e extrínsecos. Analisemos os primeiros e mais tarde abordaremos os segundos, completando assim nosso despretensioso estudo da mecânica ascensional.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s