Positivo e Negativo

queda-e-salva_ao-80_

Qual é o significado e conteúdo destes conceitos de positivo e negativo?

Positividade quer dizer: Deus, ou S, ou Lei, isto é, a vontade que tudo fique na ordem, e o domínio do respectivo impulso de levar novamente para essa ordem tudo o que saiu dela.

Negatividade quer dizer: a criatura rebelde, o ser que com a revolta se colocou na posição de egocentrismo oposto ao de Deus. Isto significa vontade de sair da ordem, e o domínio do impulso de sempre mais afastar-se Dele para ficar no polo oposto, no AS. Veremos assim as duas linhas, a verde, sinal (-) , e a vermelho, sinal (+), sempre contrapostas e compensadas num dúplice movimento de ida e volta, que tudo acaba reequilibrando na ordem.

O fato é que o verdadeiro e fundamental ponto de referência é Deus. O outro é só pseudo ponto de referência que, por estar no campo da negatividade, não é centro real como o primeiro, nada pode por isso sustentar de definitivo, fora do seu terreno relativo. Por isso a figura nos mostra não somente a contraposição entre a primeira vontade que é de ordem, e a segunda que é de revolta; mas também nos indica que, neste contraste, a primeira acaba vencendo a segunda.

Eis então que positividade, vontade de ordem, significa também impulso para a salvação; e eis que negatividade, vontade de revolta, significa também impulso para a perdição, na qual tudo pereceria se não fosse salvo pelo primeiro impulso de positividade que é o de Deus. Assim a linha vermelha nos expressa, em função do ponto de referência Deus, é a linha da recuperação ou vantagem, a da vida, representando o impulso da positividade de Deus contra o impulso da negatividade da criatura que, percorrendo a linha verde da perda, se dirige loucamente para o seu aniquilamento.

Positividade pode significar não somente Deus, o S, a Lei, a vontade de ordem, o impulso para a salvação, mas igualmente o bem, o Amor, a espiritualização, a linha da correção do erro ou culpa na obediência e na dor que purifica, o caminho de volta e recuperação para a vida, a sabedoria, a liberdade, a felicidade, a perfeição.

Negatividade pode significar não somente a criatura rebelde, o AS, o caos, a vontade de revolta, o impulso para a perdição, mas também o mal, o ódio, a materialidade, a linha do desvio no erro ou culpa pela desobediência e pelo gozo desordenado, o caminho do afastamento para a morte, a ignorância, a escravidão, a infelicidade, o estado manco e falho da imperfeição.

Por isso a linha verde NN1 que representa o caminho do afastamento do ser  do seu ponto de referência: a Lei, poderemos chamá-la de “linha do erro ou culpa”, dirigida para o mal ( – ); e a oposta linha vermelha N1N, que representa o caminho de regresso do ser para a Lei, seu ponto de partida, poderemos chamá-la de “correção na dor”, dirigida para o bem ( + ).

Na figura estudaremos o fenômeno nesta ordem, isto é, primeiro a linha da negatividade, e segundo a da positividade, porque é a linha verde do afastamento ou perda a que nasce primeiro como filha da revolta, e é a linha vermelha da volta ou recuperação a que aparece depois para corrigir e reabsorver a outra.

Esclarecemos assim o sentido de várias palavras que temos de usar no estudo da ética, tais como: bem e mal, amor e ódio, erro e culpa, obediência e recuperação, revolta e perdição etc.; além das acima mencionadas, outras existem que adquirem um significado exato e profundo, encontrando a sua explicação lógica em função da estrutura do grande organismo do universo e da solução dos maiores problemas do conhecimento.

O conteúdo da ideia de negatividade é a de erro ou culpa, dirigida para o mal, no sentido de perda, porque é afastamento da linha da Lei, nosso ponto de referência e que o conteúdo da ideia de positividade é a de correção na dor, dirigida para o bem, no sentido de recuperação, porque é retorno à mesma linha da Lei. O primeiro movimento, sendo do + para o -, vai para a perdição. O segundo movimento, sendo do – para o +, vai para a salvação. Temos assim de um lado os conceitos de erro ou culpa e afastamento para o mal e a perdição; no outro lado temos os conceitos de dor e de volta para o bem e a salvação.

A Lei reage retificando o primeiro movimento com o segundo, isto é, corrige o erro com a dor. Por quê e como acontece isto? Qual é a mecânica desse processo? Com que técnica se cumpre o fenômeno da salvação ou redenção?

O conteúdo e objetivo ético é a norma que dirige a nossa conduta, premiando os nossos esforços positivos, refreando e endireitando os afastamentos para o negativo, e sempre nos reconduzindo para o caminho certo da salvação.

Livro: Queda e Salvação

http://www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/QuedaeSalvacao.pdf

Faça seu comentário e participe de nosso grupo de estudos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s