A Origem do Caos

CAPA-CIENCIA-E-REDENCAO

Resta-nos lançar um último olhar sobre um exótico elemento pertinente ao mundo atômico: a presença da desordem em seus reduzidos escaninhos, como já o determinou a ciência do mundo.

As mais recentes descobertas da inteligência humana no campo das pesquisas atômicas, referidas em seu conjunto como mecânica quântica, já nos comprovaram que a matéria, em sua intimidade, está feita de pacotes de desordens, e os espaços mais diminutos possíveis de nossa realidade, tanto do mundo denso quanto dessas esferas espirituais que habitamos, estão plenos de intensíssimas e imprecisas agitações. Tanto que não é possível ao homem e seus instrumentos de medida aferir absoluta exatidão aos fenômenos mais íntimos do mundo subatômico. Animados por recônditas desordens, eles escapam da aparente precisão que se observa na realidade macroscópica.

Chega-se, portanto, à estranha constatação de que a justeza que se denota no universo físico é ilusória, pois quanto mais se penetra no infinitamente pequeno, mais anárquico é o comportamento dos elementos constitutivos da matéria. Fato que deixa perplexo o homem de fé que acredita piamente ser a criação obra unicamente da inteligência divina, e assim sendo não poderia conter desordens e irregularidades, ainda que em seus eventos mínimos.

Agora podemos elucidar esse estranho paradoxo, conferindo inquestionável validade às observações da ciência do mundo. Entendemos perfeitamente que, com a queda do espírito, a realidade física impregnou-se com os produtos da revolta, que são o caos, o mal, a dor e a destruição.

A porção desmoronada da perfeita Criação de Deus contaminou-se assim com as consequências da grande queda do espírito. Como a sabedoria divina não nos abandonou, nosso cosmo tornou-se um misto de ordem e desordem, de bem e mal, de construção e destruição, de dores e alegrias, de prisão e liberdade.

Então compreendemos que nossa realidade de fato sustenta-se no que se convencionou chamar de indeterminismo físico. E a desordem impreterivelmente faz parte de nosso cosmo, o que leva a muitos caracterizá-la como uma obra do acaso e não uma perfeita edificação da mente divina. Sob a criteriosa intervenção do Criador, no entanto, vemos que essa desordem oriunda da queda acha-se presa em pacotes mínimos de caos, aguardando a ação da Lei do progresso para reorganizar-se definitivamente em pacotes de ordem, reintegrando-se à impreterível perfeição original.

Patenteia-se, portanto, que nosso universo é um construto heterogêneo de desordem e de ordem, por ser ao mesmo tempo produto da perfeição divina e da imperfeição gerada pela queda. Redutos de contido caos integram seus alicerces constitutivos, denominados quantum pela ciência humana, e que se fazem a base da matéria e, consequentemente do mundo macroscópico em que vivemos.

E hoje sabemos muito bem que essas diminutas porções de desordens compõem também o mundo espiritual que habitamos, nada mais que uma sutil extensão do mundo denso. Por isso, as leis chamadas quânticas da realidade aplicam-se integralmente à nossa dimensão. E tudo em nosso universo, tanto o físico quanto o extrafísico, está formado por esses reduzidos quanta, espaços mínimos nos quais a sábia e inteligente ação do Criador circunscreveu a intensa desordem gerada pela grande queda do espírito.

Enfim, elucida-se muito bem para nosso precário entendimento que o princípio de indeterminação ou de incerteza faz-se presença ativa unicamente em nosso universo derruído. Ele não poderia caracterizar uma obra genuinamente divina, da qual se espera a absoluta perfeição de seus componentes, ainda que mínimos. E hoje estamos seguros para afirmar que o Reino do Absoluto, onde impera o puro pensamento de Deus, está conformado unicamente em pacotes de genuína precisão e certeza, estabelecendo o irrevogável princípio de determinação como fundamento de todas as suas manifestações fenomênicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s