Filho da Lei

CAPA-CIENCIA-E-REDENCAO

Irmão, se te falta o alento para a jornada e fraquejas ante a imensidão de tuas necessidades, lembra- te de ouvir a voz que, no imo de tua consciência, dita-te a Lei de Deus.

Escuta-a e segue-a com determinação, pois, crê, essa é a força maior a impulsionar-te a alma pelas veredas da vida e a única que convém obedeceres em prol de tua própria felicidade.

Por isso, se o tormento da hora devora-te as entranhas do ser, recorda que, pela Lei, foste criado sob o signo da concórdia e da bonança.

Dispõe-te ao amor e a paz ser-te-á parceira permanente na vilegiatura do destino.

Se a fragilidade consome-te as forças íntimas, lembra-te de que, pela Lei, as potências do Infinito permanecem ao teu dispor, ainda que na fugacidade do tempo.

Decide-te pelo amor e as mesmas energias que fundem estrelas e criam mundos recompor-te-ão a debilidade em que te consomes.

Se a pequenez te abate o ânimo ante a imensidade de teus problemas, recorda que és filho do Altíssimo e tens, por Lei, direito natural à grandeza do Infinito.

Ama verdadeiramente e serás imenso como o Incomensurável.

Se a solidão se faz companheira de tua alma, constrangendo-te ao isolamento afetivo, não te esqueças de que, sob o imperativo da Lei, Deus jamais te excluiu de Sua amorosa presença.

Desperta-te para o amor e verás que a Lei, que a tudo e todos urde à impreterível unidade divina, fundir-te-á à amorosa substância do Todo.

Se o frio, a fome e a miséria expõem-te às intempéries da má sorte, não te olvides que a Lei é farta e te provê de tudo o que necessitas para a caminhada da vida.

Ergue-te para o amor e serás rico de bênçãos e valores imperecíveis.

Se a tristeza visita-te o coração, e a alegria parece-te um sonho irrealizável, recorda que, como filho de Deus, a Lei condena-te à ventura perene.

Ama sem limites e a felicidade eterna fará morada permanentemente em tua alma.

Se o temor paralisa-te os passos e devora-te o sossego íntimo, lembra-te de que tens na Lei o inabalável escudo contra o assédio das trevas a que te sujeitas pela inferioridade em que te demoras.

Depõe ante o amor tuas armas de persuasão e ataque e os poderes do Infinito precipitar-se-ão aos teus pés para proteger-te de toda ameaça do mal.

Recorda-te sempre, irmão, de que a grande Lei tem na substância do amor seu fundamento máximo.

Consubstanciada na bondade sem lindes, a Lei é para ti o alento que te reconduz para Casa.

É o bálsamo que te pensa as feridas do corpo e do espírito.

É o afago de Deus que te acalenta nas horas de desespero.

É o sussurro divino que te nina o repouso.

É a música sublime que te embala os mais doces sonhos.

É a solução para todas as tuas atribulações.

É, enfim, a chave que te abrirá as portas do Infinito, carreando-te para os páramos celestiais.

E a Lei te diz: ama e serás feliz.

Ama e serás grande.

Ama e conhecerás a Deus.

Amemo-nos, portanto, sem limites, uns aos outros como Jesus nos amou.

Recaiam sobre nós as glórias das alturas celestiais, a paz fecunde-nos os corações e a boa vontade não nos falte na obediência irrestrita à Lei de Deus.

 

Um comentário sobre “Filho da Lei

  1. Paulo Morais

    Adail, parabenizo pelo excelente site de estudos da obra maravilhosa de Ubaldi.
    Acompanho também o site do Gilson Freire e do Ibbis.
    Não encontrei link para a apostila do teu curso Ciência e Redenção.
    Como posso baixar?
    Muito obrigado e muita Luz !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s