ESQUEMA GRÁFICO: INVOLUÇÃO-EVOLUÇÃO (6)

Grafico Inv-Evol

O impulso para o AS foi esgotado porque este foi realizado e não possui mais força e jaz exausto, inerte. Pode surgir, então, outro impulso ativo nesse ponto?

Ele é representado pelo S.

Enquanto o caminho XY consumiu todo o impulso da negatividade devida à revolta, por esse mesmo processo de expansão construtora da negatividade do triângulo verde se realizou uma compressão destruidora da positividade do triângulo vermelho. Disto se segue que ao chegar o processo à plenitude do AS, encontramos uma negatividade no máximo estado de sua expansão, isto é, de esgotamento e inércia, e uma positividade no máximo estado de sua concentração, o que quer dizer potencialização e dinamismo.

Sendo o fenômeno da queda um jogo de emborcamento, o resultado da sua vitória foi só o de fortalecer a reação evolutiva. É no ponto em que foi atingido o completo triunfo da negatividade, que o impulso da positividade comprimida vai bater como que contra uma parede e aí ricocheteia para trás. Mas o que construiu a parede que constrange o processo a emborcar, o emborcamento da negatividade, isto é, o endireitar-se na positividade, é o próprio triunfo na negatividade.

Isto nos poderia fazer pensar que se trate só duma nova direção do mesmo impulso, que continua às avessas, tanto mais que se trata do mesmo ciclo, do qual involução e evolução são duas fases consecutivas. Então a evolução seria só a continuação do caminho da involução. Se isto é verdade, o é também o fato que esse novo impulso deriva do S, que pode começar a levar vantagem sobre o AS só neste ponto Y, onde o caminho do AS está esgotado.

É assim que em Y começa a prevalecer o S. É assim que, no ponto onde a negatividade atingiu a plenitude da sua realização, a positividade pode iniciar o seu trabalho lento, mas constante, que tanto operará até reconduzir tudo ao S, tudo redimindo na salvação final.

Além disso é necessário levar em conta o fato de que com a queda foi gerada e se iniciou a maneira de existir no relativo, isto é, na forma do vir-a-ser ou transformismo.

Nele o ser agora está situado, constrangido a percorrer o caminho do ciclo involutivo-evolutivo, no qual ele não pode parar. Então a primeira condição da sua sobrevivência é a continuação desse caminho. Se o fruto maduro da queda não quer ficar congelado na perda completa da vida que a positividade representa, é necessário que o movimento continue se pelo transformismo universal, que no relativo é lei de vida e condição de existência, ninguém pode parar sem morrer, para continuar a existir, e o ser não tem outra escolha a não ser emborcar-se novamente, voltando ao positivo.

Por que não há outra escolha?

Porque no Todo não existe outro modelo, mas um só: o do S. Este é o modelo do Todo-Uno-Deus. A criatura não é o Criador e, por isso, não  tem o poder de gerar outros modelos. Tudo o que existe tem de girar ao redor de Deus, tudo está incluído e fechado dentro do sistema de forças da Sua obra. Outra obra não há, nem pude haver. Então a única coisa que pode existir é o Sistema de Deus ou uma alteração naquele modelo, mas não um novo. Nunca um sistema de outro tipo, uma ordem diferente, mas só um deslocamento, uma desordem dentro da ordem de Deus. Daí o emborcamento da revolta.

Quando este acabar por se ter realizado, nem por isso aquele processo pode sair do sistema de forças do Todo, que tudo abrange, fora do qual não há existência e no qual tudo está enclausurado. Se Deus é tudo e este é o modelo do Todo, não é possível sair deste sistema. Por isso quando o impulso da ida se tiver esgotado, não lhe resta para sobreviver senão repetir o mesmo motivo do emborcamento e, desemborcando-se, voltar para trás. Esta é a razão pela qual a negatividade do AS tem que endireitar-se na positividade do S.

Livro: Queda e Salvação

http://www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/QuedaeSalvacao.pdf

Faça seu comentário e participe de nosso grupo de estudos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s