A GRANDE SÍNTESE (Resumo 002)

gs1

  1. CONSCIÊNCIA E MEDIUNIDADE

 

Tendes meios para comunicar-vos com seres mais impor­tantes, meios de or­dem psíquica, não instrumentos mecânicos; meios psíquicos que a ciên­cia  e a vossa evolução  trarão à luz.

Pode chamar-se consciência latente uma consciência mais pro­funda que a normal, onde se encontram as causas de muitos fenô­menos inexplicáveis para vós.

Acompanhai-me, caminhando do exterior, onde estais com vossas sensa­ções e vossa psique, para o interior onde estou eu como Enti­dade e como pensamento.

No mundo da matéria, temos, primeiro, os fenômenos; de­pois, vossa percepção sensória e, finalmente, por meio de vosso sistema nervoso convergente para o sistema  cere­bral, vossa síntese psíquica: a consciência.

Se descermos mais na profundidade encontraremos a consciên­cia latente, a consciência mais pro­funda que pertence a intuição, o meio per­ceptivo, para que vosso conhecimento possa progredir. Vossa consciência latente é vossa verdadeira alma eterna, existe antes do nascimento e sobrevive à morte corporal.

Essa consciência interior é a base da mais alta forma de vossa mediunidade, a mediunidade inspirativa, ativa e consci­ente; ela é justamente a manifestação da personalidade humana quando, por evolução, atinge esses estados profundos de consciência, a intuição.

Vossa consciência humana é o órgão exterior através do qual vossa verdadeira alma eterna e profunda se põe em contato com a reali­dade exterior do mundo da matéria.

Essa descida das expe­riên­cias da vida se estratifica em torno do núcleo central do Eu que, com isso, agiganta-se num processo de expansão contínua, que  acompanha e transmite ao eterno aquilo que vale e sua existência pro­duz. Por isso, nada morre no imenso turbilhão de todas as coisas; todo ato de vossa vida tem valor eterno.

Quem consegue ser consciente também na consciência latente, encontra seu Eu eterno e, na vasta complexidade das vi­cissitudes huma­nas, pode reencontrar o fio condutor ao longo do qual, logicamente, se­gundo uma lei de justiça e de equilíbrio, desenvolve-se o próprio des­tino. Então, vive sua vida maior na eter­nidade e com isso vence a morte. Ele se comunica livremente, mesmo na Terra, por um processo de sinto­nia que implica afini­dade com as correntes de pensamento, que existem além das di­mensões do espaço e do tempo.

Este é o princípio central do universo, a grande força motriz de seu funcionamento orgâ­nico. O universo infinito palpita de vida que, ao reconquistar sua consci­ência, retorna a Deus.

  1. NECESSIDADE DE UMA REVELAÇÃO

O momento psicológico, que a humanidade atravessa hoje, requer a ajuda dessa revelação. Não vos assusteis com essa pala­vra: reve­la­ção não é apenas aquela da qual nasceram as religiões, mas tam­bém qualquer contato da alma humana com o pensamento íntimo que existe na criação, contato que revela ao homem um novo mistério do ser.

Devo definir desde logo meu pensamento, para não ser mal interpretado e posto na mira dos ansiosos de destruição e agressi­vi­dade humana. Não venho para combater nenhuma reli­gião, mas para coordená-las todas, como a outras aproximações diferentes da Ver­dade,  UMA e não múltipla, como quereríeis. No entanto, colo­co no mais alto posto da terra a revelação e a religião de Cristo, por­que é a mais completa e perfeita dentre todas.

Então, não é por acaso que vos chega minha palavra. Ela vem não para destruir as verdades que possuís, mas para repeti-las de forma mais persuasiva, mais evidente, mais adaptada às novas neces­sidades da mente humana.

Por vossa maturação, podeis hoje ver e resolver diretamente problemas que mal eram suspeitados por vossos avós. Além disso, vossos pro­blemas indivi­duais e coletivos se tornaram por demais complexos e delicados, para que possam ser suficientes os anunciados sumá­rios das ver­dades conhecidas.

No atual período de grandes matura­ções, vós, a cada momento, superais vossas ideias, com uma velo­ci­dade sem precedentes para vós. Pondo de parte os imaturos e men­tirosos, existe grande número de honestos que precisam saber mais e com maior precisão.

Enfim, dispondes hoje, com os meios mecâ­nicos, fornecidos pela ciência, com os segredos que tendes sabido arran­car à natureza, de muito maior potência de ação que no pas­sa­do; potência que requer de vós, que a manejais, uma sabe­doria muito maior, a fim de que essa potência não se torne mane­jada com a mentalidade pueril e selvagem dos séculos passados, não em vosso engrandecimento, mas em vossa destruição.

Então, é chegada a hora de dizer minha palavra.

 

 

 

Livro: A Grande Síntese

http://www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/AGrandeSintese.pdf

Faça seu comentário e participe de nosso grupo de estudos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s