O caminhar ascensional para Deus

du

Quem houver compreendido a estrutura unitária e hierarquicamente escalonada do universo, achará lógicos estes paralelismos. Tudo isto constitui uma confirmação e convence, mesmo porque sacia o desejo instintivo de unificação.

De fato, por instinto, o homem sente uma misteriosa potência nas grandes concepções unitárias, porque elas nos dão o senso de Deus-Uno, elevando-nos a Ele. Poder-se-á objetar que é presunção e profanação buscar levantar os véus do mistério. Mas o mistério é treva, e o homem é feito para a luz e para a compreensão.

Deus nos concedeu a inteligência para que a usemos, para que nos avizinhemos Dele e não para ignorá-Lo. A ignorância é devida à obnubilação na escuridão. O ser decaído é feito para evolver, emergindo de novo no conhecimento.

O progresso é Lei e o homem não pode permanecer em eterna ignorância, mesmo das coisas transcendentais, das quais depende a sua vida e a sua conduta. Diz-se também que investigar deve significar orgulho.  Pode-se indagar com humildade e pode-se compreender com respeito, até mesmo ganhando em veneração, não com espírito de revolta, mas para alcançar, ao contrário, uma evidência mais patente e uma obediência consciente.

É neste estado de alma que contemplamos estas visões, o que por si mesmo expressa uma respeitosa recepção conceptual, que é justamente o oposto de uma vaidosa e egocêntrica indagação racional. Aqui a alma não desafia os mistérios de Deus, mas, diante deles, ajoelha-se, ora em agradecimento pelo dom da compreensão concedido.

Na grande curva histórica da atualidade o involuído está para tornar-se evoluído. Ele deve entrar no conhecimento da Lei, que é o código do Reino de Deus, conhecê-lo por completo, porque daqui por diante impõe-se dar-lhe cumprimento, pois que também na Terra ela deve executar-se. E por este motivo que ela se tornou compreensível.

Todos os seres racionais devem cumpri-la por necessidade. A fase do terror está superada. A obediência à Lei não se pode mais conseguir com tais meios apropriados apenas ao involuído e irracional.

Aquele que desperta no espírito, como o iminente novo tipo biológico humano, só sabe obedecer por compreensão e convicção. Ao involuído não era possível desvendar o mistério, não só porque ele seria incapaz de compreendê-lo, mas também porque está pronto a fazer mau uso de tudo. Mas o evoluído quanto mais souber, tanto mais se sentirá pequeno e humilde no grande universo, comparado ao infinito poder de Deus.

Quanto mais se progride conscientemente na Lei, tanto mais se é tomado de sacro temor. À medida que avançamos no conhecimento, menos nos sentiremos sábios, menos acreditaremos possuir a verdade, menos nos apresentaremos diante de Deus com o orgulho do fariseu, que crê poder julgar a si mesmo e à Lei.

A verdade não uma cômoda paralisação em posições estabilizadas, mas é o próprio, exaustivo e incessante caminhar ascensional para Deus.

Livro: Deus e Universo

http://www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/DeuseUniverso.pdf

Faça seu comentário e participe de nosso grupo de estudos.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s