Portae inferi non preavalebunt

du

“Portae inferi non preavalebunt” (As portas do inferno não prevalecerão).

A concepção dualística nos revela que, ao lado das forças boas do sistema, existem as satânicas do anti-Sistema, que procuram inverter todo o sistema, para arrastá-lo igualmente na própria fatal destruição. Mas em vão!

A estrutura do Todo nos diz que o mal está irremediavelmente condenado em virtude da própria posição por ele assumida no sistema e pela natureza mesma deste. O seu reino é periférico, está na forma. Ele pode encarniçar-se contra os efeitos, mas as causas primeiras estão além do seu assalto.

Em Deus, na estratosfera do pensamento está a grande paz das coisas eternas. Ali Satanás não chega, e tanto mais lhe fugiremos, quanto mais subirmos. Mesmo no reino da matéria, a sua vitória está encerrada no tempo. A eternidade supera e vence atempo. Mas, por ora, a Terra é um dos seus reinos.

O nosso mundo faz parte do universo desmoronado, e, por este motivo, a vida se desenvolve aqui em uma atmosfera de revolta, de mal e dor. Aqui, as forças satânicas podem manifestar-se, isto é, agir em sentido sinistrogiro e, por isso, as vemos exprimir-se na pulverização de tudo, no relativo.

Dividir a unidade, fracioná-la cada vez  mais até a sua destruição, este é o impulso de Satanás, com objetivo de demolir o sistema dextrogiro, unificador, retificador, tendente à plenitude da vida.

Eis porque na Terra se eleva a barreira do limite a cada passo, sufocando a alma anelante de infinito, do qual nasceu e de que é feita. Eis o espaço dividido, que nos torna rivais. E o espaço em si mesmo não tem limites! Eis o tempo seccionador, reduzido a medida de esforço e de ganho (“tempo é dinheiro!”) e o temor de que nos falte. E o nosso espírito é feito para a eternidade!

Eis a luta pela riqueza e o anseio infinito da alma ligada às efêmeras alegrias de um corpo caduco, quando riqueza e alegria são infinitas em Deus!

Eis a um passo, ao alcance da mão uma abundância sem par, e ser-se dela separado pela incapacidade de conquistá-la! Deus aí está, Que nos aguarda e, no entanto, não sabemos alcançá-Lo por preguiça,  ignorância e incapacidade de compreender!

Que barreira tremenda é a nossa involução!

Estamos no reino da subversão dos valores. Tudo, de calmo, eterno, estável, faz-se agitado, fracionado,  incerto.  Tudo se torna calculado, pensado, pesado, medido, disputado.  Assim nascem a miséria e a dor.

Aí está o império do contingente, o afã de subdividir a atenção em particularidades, na análise sem fim do relativo. Eis o vórtice da civilização moderna que, com espírito satânico, porfia por triturar o espírito entre as engrenagens de suas máquinas; que, com a miragem de umas tantas vantagens materiais, destrói a maior riqueza da alma, que é a bondade. Vive-se. Assim, sob o terror de que falte tudo, quando tudo é infinito.

Se fôssemos capazes de compreender que somos criaturas de Deus, isto é, filhos do Pai Supremo, que o universo é construído para a nossa vida, primeira necessidade, e que esta é por consequência sumamente protegida por nosso Criador, que nos ama, não haveria razão para tantas e inúteis aflições.

É o Uno íntegro que aterroriza Satanás.

Não conseguindo ele destruí-lo, procura demoli-lo até onde pode, o mais que pode subdividindo-o. Percebe-se nisto uma íntima vontade de pulverização, para chegar à destruição.

Fragmentar, triturar, dividir e atirar um contra o outro, a dissensão, a contradição, a ânsia, o tormento, a guerra, tal é o ideal subvertido de Satanás.

Livro: Deus e Universo

http://www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/DeuseUniverso.pdf

Faça seu comentário e participe de nosso grupo de estudos.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s