Destinos

pne1

Cada um traz ao nascer o seu tipo de destino conforme as qualidades, que construiu em vidas passadas, qualidades das quais dependem os impulsos que nos movimentarão em nossa vida atual, dos quais deriva o tipo de conduta e, por isso, de nossa existência.

A vida atual não é senão um trecho a mais que se junta a um imenso caminho percorrido no passado.

O desenvolvimento de um destino não representa senão a realização atual do que já estava potencialmente contido na personalidade ao nascer. Eis que é possível conhecer qual será o tipo de destino, quando conhecemos o tipo de personalidade.

Temos antes de tudo um destino biológico geral, porque pertencemos à raça humana o qual estabelece os vários períodos e duração de nossa vida; um destino econômico e social, dependente da posição e ambiente em que nascemos; um destino, poder-se-ia dizer clínico, que marca com antecedência a nossa pré-disposição a esta ou àquela doença conforme o organismo físico que recebemos dos nossos pais: por fim, acima deles, temos o que se poderia chamar um destino psicológico e espiritual, em que se revela a verdadeira personalidade e o poder do eu, mais ou menos dono de si mesmo, reagindo contra as condições impostas pelos outros destinos inferiores, para dominá-los e tornar-se sempre mais livre, a eles impondo sua vontade, e se for maduro, com a sua conduta moral deslocando-se para um plano de vida mais alto, para aí se realizar como ele quer, conforme sua natureza.

É preciso entender que amadurecimento evolutivo significa elevação de nível biológico, o que significa elevação de tipo de destino, com as correlativas vantagens e desvantagens.  Isto depende do comportamento das qualidades do indivíduo, e que é diferente conforme o seu nível.

 O homem do 2.º tipo poderá ser sincero e virtuoso, mas sobretudo por calcular uma vantagem para si (paraíso ou inferno etc.), enquanto um homem do 3.º tipo o será sobretudo por um princípio ideal. Assim, o tipo médio na sua conduta procurará a aprovação do mundo, coisa para ele muito importante. O tipo superior pedirá apenas o julgamento de Deus, porque sabe o que vale o do mundo. O tipo médio aterroriza-se com as condenações do mundo. O tipo superior depõe sua consciência perante Deus. O tipo médio é vaidoso, porque está vazio. O tipo superior é humilde, porque é virtuoso e, por isso, o seu valor não precisa dos louvores dos outros.

As finalidades do tipo médio estão todas neste mundo; as do tipo superior estão além deste, num mundo superior. Eles, na luta para defender sua vida, seguem dois métodos completamente diferentes. O primeiro conduz-se como um ser que vive isolado do universo e de Deus, só podendo contar com o que possui, com a sua força e astúcia. O segundo não vive isolado no universo e separado de Deus, sabendo que basta praticar a Lei, porque então ele pode contar com forças superiores que impõem a justiça de Deus. O 1.º acredita que, fazendo o mal, seja possível vencer. O 2.º sabe que isto significa perder, o 1.º representa a forma mental do mundo. O 2.º representa ao contrário, o superior espírito do Evangelho.

Conforme sua natureza, o indivíduo traz consigo já estruturado o seu destino, não como uma fatalidade cega e injusta, mas como uma lógica e justa consequência das causas semeadas e qualidades impressas no eu nas vidas precedentes.

Para conhecer qual é o tipo de destino que lhe pertence, é necessário antes de tudo conhecer o nível evolutivo em que o indivíduo vive, isto é,

1) o inferior, instintivo, do subconsciente;

2) o médio, racional, do consciente;

3) o superior, iluminado, do superconsciente.

Trata-se de três níveis biológicos, em cada um dos quais a vida é regida por leis diferentes, onde a Lei estabelece a que o indivíduo tem de ficar sujeito, em cujas normas tem de ficar enquadrado todo movimento seu e ligado o desenvolvimento do seu destino. Esta é a base para conhecer, nas suas linhas gerais, qual deve ser o conteúdo de nossa vida, conforme o tipo de destino próprio de cada um.

Livro: Princípios de uma Nova Ética

http://www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/PrincipiosdeumaNovaEtica.pdf

Faça seu comentário e participe de nosso grupo de estudos.

 

Um comentário sobre “Destinos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s