A Reencarnação

pne1

Sem a teoria da reencarnação não pode ser entendido o fenômeno da personalidade humana e sobretudo a técnica da sua construção.

Essa teoria faz parte da técnica da evolução, que é fundamental no universo, justificando a importância do passado, onde  somente no qual é possível encontrar as causas do estado presente.

O que mais nos desvia da compreensão do fenômeno é a afirmação antropomórfica que o espírito seja gerado quando do nascimento físico do corpo por uma criação tirada do nada.

Pela sua forma mental o homem sabe que, para criar o novo, deve tirá-lo de um estado precedente em que este não existia, não-existência que ele chama de nada. Mas é um nada relativo, isto é, feito da mesma substância, que tinha outra forma, antes de ser mudada pela criação do homem numa forma nova.

Mas em Deus, que está fora do relativo e desse vir-a-ser, não pode existir um nada assim concebido. Em Deus o nada não pode ser entendido como não-existência da nova forma, por transformação tirada da velha, como acontece com o homem.

Deus existe e opera no absoluto e não no relativo. Então, quando falamos de nada a respeito de Deus, temos de o entender em sentido absoluto e não relativo.

Admitir tal criação originada do nada significa admitir em Deus a coexistência de dois estados opostos, isto é, a cisão da unidade, um dualismo, que é somente o estado da criatura rebelde e decaída, e que não pode existir em Deus, que deste modo estaria dividido contra si mesmo.

Não há coisa mais absurda do que esta: pensar que a unidade de Deus possa ficar despedaçada.

Deus é uno, existe no positivo. O negativo não pode existir Nele, mas só no universo corrupto e decaído, que contra Ele se rebelou, assim se emborcando negativamente. Se Deus é o existir, e o nada é a negação do existir, isto é, de Deus, em Deus não pode existir a negação Dele mesmo.

Nem é possível pensar que esse nada fosse existindo além de Deus, fora Dele, pelo fato de que Deus é tudo o que existe, nem pode existir coisa alguma além ou fora Dele, porque se assim fosse haveria alguma coisa que não é Deus, e Deus então não seria mais Deus.

Ele é um infinito que abrange tudo, ao qual nada se pode acrescentar, nem tirar. Não é possível conceber existência alguma além e fora desse infinito. Não. A primeira origem de tudo, quem é tudo o que existe, não a pode encontrar senão dentro de si próprio, o que neste caso quer dizer um estado de positividade dentro do qual não há lugar para nenhum conceito de negatividade.

Como pode o nada ter constituído a primeira fonte de onde foi derivada a criação, se ele representa a não-existência?

A sombra pode ser um efeito ou uma consequência da luz, mas não a luz um efeito ou uma consequência da sombra. O que existe primeiro é a luz da qual depende a existência da sombra e não a sombra da qual depende a existência da luz.

No plano das primeiras causas, quando não há outro positivo anterior, o negativo não pode ser o antecedente do positivo. Do conceito de nada não pode ser derivado o conceito do existir.

 Não pode de um pai que não existe nascer um filho que existe. No terreno do absoluto, onde se trata de substância e não de mudança de forma, o não-existir não pode gerar o existir.

A primeira fonte de tudo o que existe é Deus, que é o existir. Só depois deste conceito pode nascer a sua posição invertida, que é o nada, como o S pode nascer o AS, mas não o S nascer do AS, senão no sentido de reconstrução de um S desmoronado, que já existia com antecedência.

Livro: Princípios de uma Nova Ética

http://www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/PrincipiosdeumaNovaEtica.pdf

Faça seu comentário e participe de nosso grupo de estudos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s