A dor é santa e sábia

ddi

O grau do nosso conhecimento é estabelecido conforme o nível de evolução alcançado pelo instrumento que possuímos para este fim, ou seja, a nossa mente. Portanto o conhecimento existe em função da evolução e progride com o aperfeiçoamento deste instrumento, na proporção dada pelo seu desenvolvimento.

O ser involuído tem horror às mudança se opõe resistência a toda renovação de ideias, apresentando uma vontade anti-esforço que busca paralisar qualquer ascensão, para ele muito incômoda.

Esta tendência à estagnação chama-se misoneísmo e é devida à tendência do subconsciente ficar agarrado ao conteúdo armazenado no passado, onde se encontra a linha de conduta mais segura, pois já foi comprovada pela existência, constituindo um patrimônio seu, que muito esforço lhe custou para conquistar.

Prefere assim, por preguiça, não construir outro patrimônio, quando para viver  basta o que já possui.

A tal biótipo, basta-lhe a sagacidade comum, a habilidade do engano e a arte de tirar proveito de tudo. Com isto ele se crê inteligente, e esta é de fato a sua inteligência. Mas o tipo de inteligência se transforma com a evolução, elevando-se para enfrentar e resolver outros problemas, bem diferentes, que, para o tipo precedente, ficam fora do concebível.

Há no universo uma previsão e coordenação de trabalho que implica na presença de um pensamento diretor.

Este planejamento, segundo o qual se move o processo involutivo-evolutivo, não pode ser outra coisa, neste caso, senão o produto de uma inteligência suprema, a qual pode estar somente em Deus, pois tudo isso não pode derivar e depender senão de uma inteligência que esteja situada sobre toda a criação e que, para poder discipliná-la, tenha condição de compreendê-la com a sua mente e envolvê-la com a sua potência, o que só Deus pode fazer. Eis, então, que aquele plano não é outra coisa senão a lei de Deus, imposta como regra da existência e constituindo a base da ordem do universo.

Então a reação da Lei tem a sua função, que é defender este plano, o qual deve permanecer absolutamente íntegro, para ser realizado, pois a salvação do universo está nele, que determina o caminho de regresso de tudo a Deus, enquanto o ser, tentando impor o seu desvio, procura sair da órbita traçada pela Lei.

Esta saída do plano estabelecido para tentar uma órbita diversa, anti-Lei, deve ser liquidada. Este é o princípio fundamental, e cada lei o repete na Terra, reagindo com a prisão ou com o inferno, porque a reação punitiva é a única coisa capaz de fazer o involuído compreender e induzi-lo a obedecer.

Portanto, em última análise, a dor é santa e sábia, pois constitui uma medida providencial de proteção para, assim, obrigar a criatura a tomar o caminho da sua salvação, que consiste no regresso a Deus.

Evoluir significa progredir num processo de divinização, o que implica adquirir as qualidades mais altas do ser, situadas no cimo da escadaria da subida, dadas por potência de pensamento, inteligência, sabedoria, bondade e espiritualidade, todas elas qualidades de Deus. Se esse caminho avança nesta direção, ele tem de consistir num desenvolvimento mental e espiritual.

A conclusão por nós atingida hoje, até aqui, é que a humanidade se encontra em uma encruzilhada: ou ela segue a linha da evolução, segundo o plano de Deus, que é no sentido da espiritualização, avançando em direção ao Sistema, para adquirir as suas qualidades, ou, pelo contrário, continuando a seguir a psicologia do passado, feita de egoísmo e agressividade destrutivos, acabará por fazer um louco uso dos novos e potentíssimos meios dos quais dispõe. No primeiro caso, ela poderá alcançar uma verdadeira civilização. No segundo, ela se autodestruirá, e a supremacia da vida sobre o planeta passará para outras raças animais, inferiores, que substituirão a humana.

Espiritualização significa consciência, sentido de responsabilidade e senso de justiça no uso dos novos poderes; significa assumir inteligentemente, sobre a Terra, as diretrizes da vidado homem e dos seus coinquilinos, não mais com a forma mental tradicional do involuído, mas sim com a do evoluído.

Insistir na psicologia do passado agora pode significar a morte!

Livro A Descida dos Ideais –  www.ebookespirita.org/PietroUbaldi/ADescisaDosIdeais.pdf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s