O saneamento do separatismo

ddi

No processo de saneamento do separatismo, os elementos separados tendem sempre mais a se reunir, até se fundirem, reconstruindo o seu estado orgânico original. Temos, pois, três fases, que representam as possíveis posições em que o homem pode se encontrar:

1) O homem isolado , que luta contra a natureza – Plenitude do método da força-violência.

2) O homem reagrupado em sociedade , que deve, portanto, lutar menos contra a natureza, mas que permanece ainda rival dos outros componentes do grupo – Desuso do método força-violência, o qual é substituído pelo método da astúcia-fraude

3) O homem integrado no estado orgânico de coletividade , que, pelo fato de haver, com o método precedente, desenvolvido a inteligência, acabou por compreender quão contra producente é o sistema astúcia-fraude e quão vantajoso é superá-lo – Adoção do método da  sinceridade-colaboração, para alcançar com menor esforço um maior bem-estar.

Este desenvolvimento em três graus pode parecer como uma supressão do egoísmo em favor do altruísmo, mas significa na realidade a sua dilatação e ampliação, e não destruição. A vida, sempre utilitária, não permite desperdícios inúteis para os seus fins, de modo que não admite altruísmos completamente negativos, totalmente improdutivos. Assim se explica como hoje, na Terra, os ideais, incluindo aqueles representados pelas religiões, tendem a se manifestar em forma de hipocrisia, gerando então a indústria da exploração do sentimento religioso.

A vida não alcança o altruísmo através de sacrifícios contraproducentes, que constituem renúncia antivital, mas sim através de um egoísmo vital, porque utilitário e sempre mais vasto. Então o altruísmo não significa mais mutilar-se a si próprio em favor do egoísmo dos outros, mas sim em ver-se a si mesmo refletido no próximo, incluindo-o no próprio egoísmo.

Segundo as três mencionadas fases de evolução, verifica-se igualmente o fato de que os meios fraudulentos substituem os violentos, da mesma forma como, depois, os métodos colaboracionistas substituem os fraudulentos.

Caminhando-se em frente no caminho da evolução, primeiramente a violência diminui em favor da fraude, mal menor que substitui o maior, depois a fraude, por sua vez, diminui em favor da sinceridade e da colaboração. Com isto, explica-se a razão pela qual existe em nosso mundo a mentira, que é portadora de uma função biológica, e compreende-se também por que a evolução levará à sua futura eliminação.

As religiões e a moral representam a descida dos ideais e trabalham neste sentido, para libertar a humanidade dos métodos fraudulentos da luta pela vida, substituindo-os por um sentimento de solidariedade social e de ajuda recíproca, num estado de colaboração e convivência pacífica.

Trata-se de eliminar o atávico antagonismo individual, desenvolvendo o espírito de associação, de modo que as forças dos indivíduos isolados não se eliminem, destruindo-se numa luta recíproca, mas, ao contrário, possam se somar num estado de cooperação.

É assim que se passa da fase de antagonismos entre egoísmos rivais à da colaboração. Nesta nova posição, o indivíduo se sentirá muito mais protegido e com mais potencialidade, porque não se encontrará mais isolado dentro de uma natureza hostil, cercado por inimigos, mas sim integrado e funcionando como elemento dentro de um grande organismo.

O sistema da força, assim como o da astúcia, mesmo sendo o segundo mais refinado que o primeiro, são sempre baseados num egoísmo fechado em si mesmo e na consequente desonestidade para com o próximo. Ora, abrir este egoísmo em direção ao próximo, assumindo a consequente honestidade para com ele, constitui uma profunda transformação de tipo biológico, um salto evolutivo para um nível superior, representando um amadurecimento que leva a um modo totalmente diverso de conceber a vida, o que não é fácil realizar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s